quarta-feira, 23 de março de 2011

Bilhetagem unificada começa com grande procura de usuários

Por Alex Costa do DIÁRIO DE NATAL

Mesmo com o recente lançamento do cartão de dois chips, a procura pela aquisição gratuita por parte dos usuários já é considerada grande. A informação foi dada pela presidente da Transcoop, Edileuza Queiroz. "Muitas pessoas possuem mais de R$700 no NatalCard. A escolha de dividir esse valor para utilizar no opcional é do cliente. Já fomos até parabenizados pelo Seturn quanto ao sucesso já nos primeiros dois dias", afirmou Edileuza Queiroz. Os cartões começaram a ser distribuídos gratuitamente, desde segunda-feira, através dos quais os passageiros poderão utilizar o serviço nos ônibus e nos opcionais. O usuário que possui créditos no NatalCard e queira transferir os créditos para o cartão híbrido poderá fazê-lo após o pagamento do valor de R$4,40 referentes à taxa do serviço.

                                                                             

Para adquirir e carregar o cartão híbrido, o passageiro precisa ir nos postos de vendas do NatalCard localizados no Alecrim, Via Direta, no Largo do Teatro Alberto Maranhão, além do posto Fundação Augusto Severo, no bairro de Igapó. O antigo local do posto de recarga localizado no Largo do Teatro na Ribeira se transformou num ponto de informações da Transcoop, com o objetivo de divulgar e informar a população. De acordo com Edileuza Queiroz, presidente da Transcoop, a iniciativa abre um "largo espaço" de vantagens para o usuário. "Será um procedimento mais organizado, mais seguro, mais fácil, pois os transportes alternativos passarão a ser usados verdadeiramente de forma alternativa, pelo fato de ser um só cartão para dois serviços", afirmou.

Opinião

Contudo, a opinião dos usuários apresenta-se de forma divergente. Dos cinco usuários entrevistados, quatro se mostraram insatisfeitos com o cartão de dois chips. "Não acho interessante pois não há a necessidade de dois chips. Fico pensando quando o crédito do chip do ônibus acabar eu continuar com o dinheiro no chip do opcional e não poder utilizar para pegar o transporte que precisar", disse a contadora Waldirene Alves, 44. "Para mim é indiferente, pois nunca utilizo opcional mesmo", comentouRosanna Silva, 32.



Fonte: http://www.dnonline.com.br/ver_noticia/66532/



Natal Buss - Top Buss
Marca registrada

Top Buss
O Onibus no Topô !

Copyright © 2011 Top Buss. 
Todos os direitos reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário