quarta-feira, 13 de junho de 2012

Projetos do legado não saem do papel

Isaac Lira e Roberto Lucena - repórteres da Tribuna do Norte

Três anos após o anúncio como sede do maior evento esportivo mundial, o legado da Copa do Mundo em Natal ainda é um grande projeto. No dia 31 de maio de 2009, a Fifa anunciou Natal como uma das sedes. Desde então o termo "legado" se popularizou entre governantes, políticos e gestores. A partir disso, Natal se tornaria uma cidade mais moderna, com vias públicas rápidas, um sistema de saúde fortalecido e mais segurança. Apesar da festa, e transcorrido mais da metade do tempo disponível para a cidade tirar do papel seus projetos, poucas idéias saíram do papel. Apenas uma das obras de mobilidade saiu do papel, a idéia de incluir mais três mil homens no efetivo da Polícia Militar começa a ser descartada e o principal projeto para a área da saúde é a utilização da estrutura da rede privada. Mesmo assim, a governadora Rosalba Ciarlini mantém o otimismo sobre o legado da Copa do Mundo em Natal.


A obra do Viaduto da Urbana é uma das que não saiu do papel | Foto Emanuel Amaral


Mobilidade

Dentre todas as obras assumidas pelo Governo do Estado e pela Prefeitura do Natal na área de mobilidade urbana, a única que saiu do papel até agora foi o prolongamento da avenida Omar O´Grady/Prudente de Morais. Segundo a governadora Rosalba Ciarlini, os túneis do prolongamento estarão prontos no segundo semestre, ao mesmo tempo em que o viaduto do entrocamento entre a Prudente de Morais e a BR-101 começará a ser construído. No mais, todas as obras de mobilidade, tanto da Prefeitura do Natal quanto do Governo do Estado, estão em fases pré-construção, seja em processo de licitação, elaboração de projetos, desapropriações, recapeamento de ruas, etc.

As obras da Prefeitura do Natal têm dois lotes. O primeiro inclui o Complexo da Urbana, a Capitão Mor Gouveia, a BR-226 e a Felizardo Moura depende de uma audiência pública para ter continuidade. A obra foi licitada, mas há uma polêmica relativa às desapropriações e o processo só irá continuar após a audiência, convocada pelo Ministério Público Estadual. O recapeamento do asfalto das ruas que servirão de alternativa aos motoristas quando as obras começarem nas outras vias, que ficarão interditadas. Já o lote dois inclui cinco cruzamentos no entorno da Arena das Dunas está com o projeto sendo elaborado, com expectativa de terminar esse mês.

O Governo do Estado é responsável pela reestruturação da avenida Engenheiro Roberto Freire, as obras do Pró-transporte e pelos acessos do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante. Todas estão em processo de licitação e de produção dos projetos, mas nenhuma começou de fato. A expectativa é que nos próximos meses a construção seja iniciada.

No que diz respeito aos aeroportos, o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante está em fase de elaboração do projeto executivo. No Aeroporto Augusto Severo, a reforma já começou e deve terminar este ano.

Fonte: Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário