quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Obras de Mobilidade não ficarão prontas ate a Copa


Foto: Divulgação
Fonte: Tribuna do Norte 


Questionado sobre os projetos de mobilidade, que a população não vê sair do papel, o secretário reconhece que alguns ou a maioria deles correm o risco de não ficarem prontos, mas garante que os principais, aqueles que estão sob a responsabilidade do governo estadual estão sendo tocados. O projeto de remodelação da Engenheiro Roberto Freire está sob análise na Caixa Econômica Federal, as vias de acesso para o aeroporto de São Gonçalo também estão bem encaminhas, assim como o prolongamento da Prudente de Morais que se encontra muito perto do fim.

"A realização da Copa do Mundo em Natal independe dessas questões de mobilidade urbana. O relatório nacional de controle desses projetos de mobilidade mostra que em todas as cidades-sede eles atingiram no máximo 5% do percentual previsto no cronograma total. Natal deve estar numa situação até melhor que essa média, devido ao avanço nas obras da Prudente de Morais", explicou o titular da Secopa.

A governadora também se mostrou atenta às questões de urbanização, ela disse que o governo vem acompanhando o processo de recuperação do calçadão de Ponta Negra e que possui um projeto macro para reurbanização do local e de todo perímetro de praia urbana natalense. "A Copa do Mundo está chegando e estamos discutindo com as entidades ligadas ao turismo um projeto para revitalização de nossa orla. As entidades privadas estão sendo convocadas para participar desse processo e creio que poderemos oferecer boas opções de diversão aos nossos visitantes muito em breve", ressaltou.

A Via Costeira, que vem sendo tema de debate com os ambientalistas, cuja ação tem atrapalhado a implementação de novos equipamentos naquela área, foi tema de discurso da governadora. "Nós temos sim de prestar atenção na preservação do meio-ambiente, mas em nome disso não podemos travar o desenvolvimento de projetos bons para nossa cidade e o estado. Temos três projetos para construção de hotéis travados, que vão abrir mais 1.400 leitos", finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário