sábado, 2 de janeiro de 2016

População sofre com falta de estrutura nas paradas de ônibus em Natal

Em vários pontos da cidade, os abrigos de passageiros estão completamente deteriorados


Por Saulo de Castro

No bairro da Ribeira, paradas não tem cobertura (Foto: Wellington Rocha/PortalNoAr)
No bairro da Ribeira, paradas não tem cobertura (Foto: Wellington Rocha/PortalNoAr)
Além das deficiências e da tarifa do transporte público de Natal considerada alta por muitos passageiros, os usuários do transporte público de Natal ainda tem que enfrentar a falta de cuidado com as paradas de ônibus da cidade.
Muitas delas apresentam problemas de estrutura, outras estão completamente deterioradas. No bairro da Ribeira, zona Leste de Natal, por exemplo, as paradas estão com as coberturas arrancadas deixando quem espera pelo transporte totalmente exposto ao sol ou a chuva.
Além da falta de cobertura, alguns ferros da estrutura superior estão se desprendendo, colocando em risco as pessoas que ficam debaixo da estrutura.
Uma dessas pessoas, inclusive, foi alertada pela reportagem do portalnoar.com, que não tinha visto um desses ferros que está se desprendendo da estrutura. “Um absurdo. Não tinha prestado atenção que estava assim. Um perigo grande para quem pega transporte aqui”, observou.
Para a estudante Thaynara Silva, de 19 anos, a situação precária é resultado da falta de atenção do poder público com os usuários do transporte público. “Acredito que falta interesse em investir na manutenção”, diz a jovem estudante.
Em outro ponto da cidade, já na Avenida Bernardo Vieira, a situação também não é diferente. Em um ponto da avenida, no bairro das Quintas, zona Oeste de Natal, os passageiros disputam o pouco da sombra que encontram, uma vez que os abrigos não tem cobertura.
População cobra providências do poder público (Foto: Wellington Rocha/PortalNoAr)
População cobra providências do poder público (Foto: Wellington Rocha/PortalNoAr)
Para a dona de casa aposentada Geralda Silva, de 66 anos, o problema é uma junção de falta de interesse do poder público e da falta de conscientização da população.
Segundo ela, é dever da população que usa o equipamento ter cuidado para conservar o local sempre em boas condições. “As pessoas costumam cobrar, mas esquecem de fazer a parte delas também”, disse.
De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) um projeto de reestruturação das paradas está em andamento.
Dois processos licitatórios foram lançados, mas teriam sido desertos – sem concorrentes. “Estamos buscando junto a nossa assessoria jurídica a possibilidade de contratar uma empresa para fazer os reparos”, informou a assessoria de imprensa.
Faltam abrigos de passageiros
Além da falta de estrutura das paradas de ônibus, muitos locais da cidade não apresentam sequer abrigos. Na Avenida capitão Mor Gouveia, no bairro de Cidade da Esperança, zona Oeste de Natal, quem precisa pegar ônibus na parada que fica em frente a rodoviária precisa improvisar para não se queimar de baixo de tanto sol.
Em outro ponto da cidade, já no bairro do Alecrim, quase todas as paradas da Avenida Coronel Estevam estão nessa situação. A maioria não possui abrigos e a única sombra é dos pontos, disputada quase no tapa pelos passageiros.
No bairro do Tirol, na zona Leste da capital a situação não é muito diferente. Na Avenida Afonso Pena, a população reclama dos pontos sem cobertura.

Fonte: Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário