terça-feira, 16 de outubro de 2018

ORDEM DE SERVIÇO DO VIADUTO DO GANCHO É ASSINADA

A ordem de serviço para a construção do Gancho de Igapó foi assinada nesta segunda-feira. A obra de mobilidade é considerada uma das principais  de Natal. De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Rio Grande do Norte, a obra vai começar  por desvios que serão feitos no tráfego e demolição de imóveis. As interferências da rede de energia da Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), de acordo com o DNIT, estão “em nível avançado”. As interdições no trânsito serão divulgadas pelo departamento.


De acordo com Willy Saldanha, a partir da assinatura da ordem de serviço, a obra deve ser concluída em 415 dias. “É a principal obra da zona Norte de Natal. É importante porque vai desafogar o trânsito da região”, disse o superintendente, que classificou o empreendimento como “pontual e complexo”.   Serão construídos um viaduto, um túnel e uma rotatória no local, de acordo com o DNIT.

A obra, orçada em R$ 33.701.371,40, já está contratada, mas interferências de instalações de algumas concessionárias de serviço público, como gás e energia elétrica, impedem o seu prosseguimento. Do valor total, R$ 16 milhões estão garantidos. A empresa responsável pela obra será a “A Gaspar”.

O superintendente regional do Dnit informou que 70% das desapropriações foram feitas até o momento e  outras estão sendo negociadas. Está prevista a realocação de 37 imóveis entre residências e comércio. O valor pago é R$ 10 milhões no total. Uma das desapropriações foi a da agência do Banco do Brasil, na avenida Tomaz Landim, em 31 de agosto.

Em um comunicado colocado na porta da agência, é informado que os clientes devem dirigir-se a agências próximas. “Informamos que em cumprimento a decisão judicial exarada pela Justiça Federal, em ação de desapropriação, ficou determinada a desocupação deste imóvel, para realização de obra do Dnit”, diz o texto colocado na porta de entrada da agência.

No projeto do Gancho de Igapó serão construídos um viaduto e um túnel em formato Y, com extensão de 2,3km, que permitirão melhoria nos acessos ao Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante e à BR-406. A previsão inicial era de que as obras começassem em Janeiro de 2015, com duração máxima de 2 anos.


Desvio
Quando a obra do Gancho de Igapó for iniciada, será necessário um desvio no trânsito na avenida Tomaz Landim. Para quem sai de Ceará-Mirim para Natal, o desvio será feito pela Rua Santa Luzia. No sentido Contrário, de quem sai de Natal para Ceará-Mirim, o desvio será feito pela rua Henrique Dias.

Fonte: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário