quarta-feira, 2 de outubro de 2019

SP: UBus da Metra é impedida de circular na cidade de São Paulo


O UBus começou a operar oficialmente na quarta-feira, 25 de setembro de 2019. Foto: Adamo Bazani.
Nesta terça-feira, Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes reteve os veículos executivos de alto padrão
ADAMO BAZANI / JESSICA MARQUES
O Serviço UBus de aplicativo da Metra teve que suspender temporariamente as atividades nesta terça-feira, 1º de outubro de 2019.
A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes impediu o funcionamento dos ônibus de alto padrão, que têm as viagens solicitadas pelos passageiros por meio de um aplicativo.
O UBus opera na linha 376E, ligando São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, à Berrini, na zona Sul de São Paulo.
Para poder iniciar as operações, o serviço recebeu autorização da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e da SPTrans, responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo da capital paulista.
A Metra esclarece que por decisão da Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana do Município de São Paulo, os serviços da MetraClass estão suspensos temporariamente. A empresa destaca que a linha 376 tem todas as autorizações para circular entre São Bernardo do Campo e São Paulo, além disso todos os veículos são novos e estão em perfeitas condições para operar. É importante ressaltar que os ônibus estão em operação há uma semana e apenas nesta segunda-feira um veículo foi apreendido e proibido de rodar. O mesmo aconteceu na tarde desta terça-feira. Esperamos uma explicação e posicionamento da Secretaria de Transportes, para assim dar continuidade ao trabalho pioneiro, empreendedor e confortável para os cidadãos de São Bernardo do Campo e São Paulo”, informou a Metra, em nota.
A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes foi procurada pelo Diário do Transporte e ainda não retornou.
HISTÓRICO
O UBus começou a operar oficialmente na quarta-feira, 25 de setembro de 2019. O serviço faz a ligação entre São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, e a Berrini, na zona Sul de São Paulo.
Desde segunda-feira, 23, antes do início das operações oficiais, já foram mais de três mil downloads do aplicativo para celular UBus, conforme noticiado pelo Diário do Transporte.
A linha seletiva da Metra tem a nomenclatura 376E e opera nos corredores entre São Bernardo do Campo e São Paulo.
Os ônibus saem do Terminal Metropolitano São Bernardo e seguirão até a Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, com algumas paradas ao longo do percurso. Durante a semana, o primeiro coletivo saí às 5h e o último às 20h15, considerando saída do terminal do ABC Paulista.
O usuário pode baixar o aplicativo UBus gratuitamente, disponível nas versões Android e iOS. Para o cadastro, é preciso colocar dados pessoais e forma de pagamento preferencial.
Para utilizar o serviço, basta fazer a solicitação para o endereço desejado e colocar o ponto de partida. O aplicativo verifica a rota, dá as opções de reserva de assento, informa horário do embarque, mostra uma previsão do desembarque e o valor da passagem.
Os ônibus são do tipo rodoviário executivo, com poltronas reclináveis, mesas que podem ser utilizadas para apoio de notebooks, tomadas USB em cada poltrona, ar-condicionado, streaming (central multimídia) e sinal de Wi-Fi.
O pagamento da passagem é feito pelo aplicativo, com a possibilidade de uso de cartões de crédito ou do Cartão BOM, que é usado no sistema metropolitano convencional. Para a leitura do validador, é gerado no celular um Código QR Code.
Simultaneamente as informações aparecem para o motorista em um tablet que fica anexado ao painel do veículo. Assim, o profissional pode acompanhar todos os dados relacionados à viagem.
Os veículos possibilitam embarques e desembarques tanto pela direita como pela esquerda e são modelo Marcopolo Paradiso 1050, com 46 lugares, Mercedes-Benz O 500-R. Não há catracas e o UBus não terá serviço de bordo.
O transporte sob demanda tem sido uma alternativa encontrada pelas concessionárias de ônibus para tentarem reverter a queda no número de passageiros nos sistemas e atrair usuários que habitualmente não se deslocariam em coletivos comuns.
Entre as iniciativas já conhecidas, existe um projeto que a própria UBus possui no sistema de transporte público de São Bernardo do Campo, juntamente com a SBCTrans, concessionária da cidade. Neste caso, o serviço está em fase de testes.
Outra ferramenta nestes moldes é o CityBus 2.0, que já opera comercialmente em Goiânia, e foi criado por meio da concessionária HP Transportes.
Nos dois casos, porém, o transporte é feito por meio de vans e em vias comuns.
Em agosto, o Diário do Transporte esteve em Goiânia para conhecer os serviços do CityBus 2.0.
Relembre:
Jessica Marques para o Diário do Transporte

0 comentários:

Postar um comentário