segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Mercedes-Benz esclarece que é mentiroso áudio de WhatsApp que diz que toda a produção está vendida até maio de 2021

ônibus
Ônibus Mercedes-Benz. Mercado se recupera e há espaço para encomendas. Foto: Adamo Bazani
Mensagem com cunho político, sem identificação e com erros de português acabou iludindo muita gente do setor de transportes
ADAMO BAZANI
No final de semana circulou no aplicativo de mensagens WhatsApp e em redes sociais, um áudio no qual um homem sem identificação afirmava que a situação econômica  do País está tão boa que o presidente da Mercedes-Benz no Brasil & Daimler Latin America, Philipp Schiemer, teria dito que até março ou maio de 2021, toda a produção de caminhões e ônibus já estava vendida e que não conseguiria mais atender novos pedidos.
A montadora esclareceu que este áudio é mentiroso.
Philipp Schiemer realmente participou em 04 de novembro do evento da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), mas segundo a Mercedes-Benz não falou nada disso.
O executivo apenas falou das boas perspectivas com a retomada do aquecimento econômico e de investimentos, mas não que a fábrica não tem condições de atender a novos pedidos.
O áudio foi amplamente compartilhado e muitos acreditaram apesar de sinais como: tom evidentemente político, erros grosseiros de português, narração em ritmo amador, ataque à imprensa e sem identificação do autor.
A orientação é de que as pessoas que queiram se informar do mercado de veículos e da mobilidade busquem mídias sérias, como o próprio Diário do Transporte e tantos outros sites, jornais e revistas que não são feitos por fãs, amadores ou pessoas partidárias, mas por profissionais formados em comunicação por meio de curso superior e que têm a noção de sempre apurar as informações e a elas dar crédito.
Normalmente, as notícias falsas (o termo da moda é Fake News) são tão ilógicas que qualquer um se pensar direito não cai nelas. Se uma empresa tivesse mesmo com a produção comprometida por um ano e meio, claro que ela não ia ficar parada: ia investir em ampliação da linha, plantas provisórias, mão de obra, tudo, menos  não ia colocar o seu presidente para dizer que não tem condições de atender à demanda.
No esclarecimento, a Mercedes-Benz  diz que tem plenas condições de atender a pedidos tanto de ônibus, caminhões e de vans.
Aúdio Fake nas Redes Sociais

Esclarecimento da Mercedes-Benz do Brasil

  • A Mercedes-Benz do Brasil participou no dia 4 de novembro de evento da Associação Empresarial de Joinville (Acij) para abordar temas como a competitividade do setor de veículos comerciais no País.

  • Foram comentadas também a evolução do mercado de caminhões e ônibus em 2019, a liderança da Mercedes-Benz nesses segmentos e as boas expectativas para os próximos anos, caso as reformas sejam colocadas em prática.

  • Contudo, um áudio nas redes sociais propaga que, durante esse evento, a Empresa teria afirmado que toda a sua produção de caminhões já estaria vendida até 2021.

  • Esclarecemos que essa afirmação não procede.

  • Gostaríamos muito que o mercado brasileiro estivesse tão positivo a ponto de esgotar a nossa produção. Mas reforçamos que estamos diante de mais uma “Fake News”.

  • Nesse sentido, pedimos que nossos públicos de relacionamento sempre chequem toda e qualquer informação que envolva o nome da nossa Empresa.

  • Fake News é um mal para toda a sociedade.

  • Os nossos clientes podem ficar tranquilos. Garantimos que temos como atender os seus pedidos em nossas fábricas.
Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

FONTE: Diário do transporte

0 comentários:

Postar um comentário